Confrade João Marcos Andrietta

Tríduo Vicentino

artigos

1º Dia – 24/09/20151818

Acolhida: Estamos reunidos com o intuito de celebrar o dom da vocação vicentina, e agradecer a Deus por ter nos escolhidos para servir aos Pobres.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Oração: Deus de bondade infinita, nos ajude a obter excelente aproveitamento desta reflexão, e fortaleça em todos nós a perseverança no serviço ao próximo que sofre. Assim seja. Amém!

Invocação ao Espírito Santo: Vinde Espírito Santo…!

Salmo: nº 32

Deus nos fala: Lucas 17, 5-10

Reflexão: A juventude de Vicente de Paulo foi marcada por um imenso vazio existencial, pois ele era camponês, pobre e sem boas perspectivas de vida. Dessa maneira, ele procurou se tornar sacerdote para garantir uma posição social privilegiada.

Qual ensinamento o jovem Vicente de Paulo nos transmite? Podemos extrair uma grande lição: que devemos reconhecer como legítimo o direito dos Pobres desejarem melhorar suas vidas.

Nossa Súplica: Senhor Deus, nos auxilie na compreensão dos anseios dos Pobres, e nos conceda a disposição para trabalharmos incansavelmente pela promoção dos mais necessitados. Por estas razões, rezamos:

Pai-Nosso…
Ave Maria…
Glória ao Pai…

Mensagem Final: Vamos sair deste primeiro dia do tríduo conscientes da responsabilidade que temos diante do chamado de Deus para socorrer e fazer o melhor pelos Pobres.

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

2º Dia – 25/09/2015

Acolhida: A motivação para nos reunirmos é de extrema importância, porque desejamos reanimar a nossa vocação vicentina e podermos fazer cada vez mais e melhor pelos Pobres.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Oração: Deus Pai misericordioso, nos auxilie a aproveitar muito bem o tempo dedicado a esta reflexão, e reaviva continuamente em todos nós a vontade de servir as pessoas que estão marginalizadas socialmente. Assim seja. Amém!

Invocação ao Espírito Santo: Vinde Espírito Santo…!

Salmo: nº 138

Deus nos fala: Mateus 7, 1-5

Reflexão: Após Vicente de Paulo ter se formado sacerdote, aconteceram algumas situações que colocaram sua vida sacerdotal muito próxima do poder político e financeiro da época, ou seja, tudo aquilo que ele pretendia. Contudo, Deus age na existência de Vicente de Paulo e provoca a conversão do jovem padre, fazendo com que ele entendesse o verdadeiro significado do sacerdócio, que é serviço, e não privilégio ou distinção.

Qual ensinamento o jovem padre Vicente de Paulo nos transmite? Devemos aprender que Deus nos surpreende através de discretos sinais do cotidiano. No entanto, é necessário permanecermos atentos para reconhecer a manifestação do Senhor, e ter a determinação de fazer a Sua vontade.

Nossa Súplica: Senhor Deus, nos permita discernir sabiamente sobre os Seus desejos a respeito das nossas vidas, e nos cumule de muita força e coragem para realizar os Seus planos com total gratuidade e incondicional resignação. Por estas razões, rezamos:

Pai-Nosso…
Ave Maria…
Glória ao Pai…

Mensagem Final: Vamos sair deste segundo dia do tríduo com pleno conhecimento de que Deus reservou muito trabalho aos Vicentinos, e espera que façamos o melhor pelos Seus Filhos prediletos, os Pobres.

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

3º Dia – 26/09/2015

Acolhida: A razão principal para estarmos juntos é a necessidade que sentimos de aprimorar a nossa vocação vicentina, e reavivar a espiritualidade que buscamos seguir, orientados pelo carisma de São Vicente de Paulo, com o objetivo de nos capacitarmos para servir aos Pobres, enfrentando as estruturas sociais causadoras das novas formas de pobreza.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Oração: Deus, Pai de amor imenso, acolha o nosso empenho para sermos melhores no seguimento de Jesus Cristo, enquanto nos esforçamos tentando cumprir fielmente a Sua lição suprema, ao testemunhar: “Eu vim para servir” (Mc 10, 45). Assim seja. Amém!

Invocação ao Espírito Santo: Vinde Espírito Santo…!

Salmo: nº 33

Deus nos fala: Mateus 6, 24-34

Reflexão: A vida do Santo Vicente de Paulo é marcada pela opção radical no serviço em benefício dos Pobres; e, como bem sabemos, o legado deixado por ele é a grande obra de caridade que se caracteriza através da multiplicidade de carismas específicos, formando a Família Vicentina, que socorre quase todos os aspectos do sofrimento humano (orfanatos, hospitais, asilos, etc.). Assim, fica evidente que, a manifestação de Deus na existência do “Pai da Caridade”, a ponto de provocar a mudança na sua maneira de pensar e agir, teve – e continuar tendo – ampla dimensão, proporcionando amparo, auxílio e promoção a milhões de pessoas, o longo do tempo e no mundo inteiro; além de favorecer a santificação de elevado número de Vicentinos.

Qual ensinamento o Santo Vicente de Paulo nos transmite? A vida, a história e as realizações de São Vicente de Paulo nos ensinam que, a sua memorável frase, “Os Pobres são os nossos Senhores e Mestres” significa a prática do que ele entendeu com a máxima lição dada por Jesus: servir aos Pobres e aprender convivendo com eles é a autêntica e insubstituível missão designada aos Vicentinos.

Nossa Súplica: Senhor meu Deus, faça de todos nós fiéis seguidores da Santidade de Vicente de Paulo, para que possamos servir cada vez mais e melhor os Pobres, e assim, recebermos de Deus a graça de ouvirmos no dia da nossa morte o chamado: “Vinde bendito de Meu Pai”. Por estas razões, rezamos: Pai-Nosso…; Ave Maria…; Glória ao Pai…

Mensagem Final: Vamos sair deste terceiro dia do tríduo reanimados com o projeto que Deus traçou para a vida de cada um de nós: ser Vicentino.

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *